Home / Missões

Missões

Mulheres indianas pagam um alto preço para servir a Cristo

Publicado em 04 de outubro de 2015

Mulheres indianas enfrentam a violência doméstica, mesmo com as definições da Constituição do país, que garantem direitos iguais para homens e mulheres. Das formas de violência, as piores são os ataques com ácido, abusos e acordos nupciais forçados. Uma mulher que se converte ao cristianismo recebe um tratamento ainda pior.

Sarita* é uma mulher cristã, da Índia Central. Ela sofreu violências físicas e intelectuais por mais de 13 anos, pelo próprio marido, até que ele decidiu abandoná-la. “Ele me atormentava por causa da minha fé. Eu ouvi falar de Jesus quando tinha 16 anos e o amor de Cristo foi crescendo em mim aos poucos. Mas eu me apaixonei e me casei com Mohan*, um homem hindu, mas foi só depois do casamento que ele mostrou quem ele era de verdade”, explica.

Ela conta que ele chegava em casa bêbado, batia nela e dizia que ela era uma vergonha para a família. “Quando ele mandava eu adorar os deuses hindus e eu me recusava, então eu apanhava ainda mais”, disse ela a um voluntário da Portas Abertas. Enquanto tentava lidar com a situação, descobriu que seu marido tinha um segredo: “Ele já era casado, tinha três filhos e eu era a segunda esposa, mas ele nunca me contou. E a essa altura, eu também descobri que estava grávida”.

Depois de quatro anos, ela teve mais um filho. Sarita orava muito para Deus transformar seu marido, mas ele foi embora para viver com sua primeira esposa, e a difamou, além de dizer a um jornal local que ela era prostituta. “Eu era uma mulher abandonada, difamada e sofrida. Mas agora eu tenho a Jesus, então eu posso todas as coisas, e sempre me lembro da passagem de Isaías 41.10: ‘Por isso não tema, pois estou com você; não tenha medo, pois sou o seu Deus. Eu o fortalecerei e o ajudarei; Eu o segurarei com a minha mão direita vitoriosa’. Por isso eu me considero uma mulher forte”, conclui Sarita.

*Nomes alterados por motivos de segurança.

Fonte Portas Abertas Internacional



mais Missões

Um cristão forte e ousado

"Deus nunca se atrasa para responder nossas orações"

Carta de um iraniano fala sobre transformação de vida

"Eu finalmente encontrei a paz que tanto buscava"

Cristãos são perseguidos pelo Boko Haram e ficam deslocados

Desde 2009, mais de 1.600 igrejas foram destruídas

Uma viúva que se tornou um exemplo de superação

Cinco anos após a morte do marido, Pauline hoje orienta um grupo de viúvas cristãs. Ela acredita que Deus escolheu usá-la dessa forma.

Depois de uma grande perda, a vida de uma mulher cristã se transformou

"As pessoas que oraram por mim foram instrumentos de Deus em minha vida"

A triste rotina das mulheres cristãs que estão encarceradas no Paquistão

"Quem pode imaginar quais são os efeitos desse tipo de prisão na alma de alguém?"

Líderes religiosos continuam lutando pela paz

"Todo acordo tem seu preço e nós pedimos aos líderes que continuem negociando"

Deus também dos pequenos

Neste Dia das Crianças, veja o cuidado que crianças colombianas têm recebido

Mulheres indianas pagam um alto preço para servir a Cristo

“Agora que eu tenho a Jesus, me considero uma mulher forte”

#Shockwave2015: "Deus é o nosso pastor, no vale da sombra da morte"

Na semana do Shockwave, confira uma carta de um cristão perseguido no país mais fechado do mundo para o evangelho