Home / Reflexão

Reflexão



Reflexão

As diferenças em pauta.

Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve. Malaquias 3:18

O beija-flor e a aliança de Deus.

Porque eu estabelecerei a minha aliança contigo, e saberás que eu sou o Senhor; Ezequiel 16:62

Ruídos e barulhos.

Porque quem não é contra nós, é por nós. Marcos 9:40

Diante da vida, durante a vida e depois da vida.

O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. João 10:10

As pessoas e as pessoas.

Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. João 6:37

Bolhas de Sabão

E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai. Colossenses 3:17

E como dizia a minha mãe...

Deixe o Senhor Deus, por intermédio do Espírito Santo, fazer uma boa faxina em sua vida.

É um parece que não parece muitas vezes, juntamente com o medo do amanhã.

Este é o dia que fez o Senhor; regozijemo-nos, e alegremo-nos nele. Salmos 118:24

O tempo e nada mais do que o tempo.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Ec. 3:1.

Dificuldade com o "re"

Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.

 

leia mais



videos

Matando o Velho Homem

Que ELE cresça e a diminua!


Entrevista - Pr.Fernando Thomaz

Igreja Batista Nova Peniel da Tijuc


outros videos

É um parece que não parece muitas vezes, juntamente com o medo do amanhã.

Publicado em 12 de outubro de 2015

É um parece que não parece muitas vezes, juntamente com o medo do amanhã.
E aí, parece que tudo fica muito confuso, sem perspectiva alguma de mudanças.
É um parece que não parece muitas vezes, juntamente com o medo do amanhã.
Diante dos altos e baixos da economia mundial, envolvendo uma política envernizada de que tudo vai melhorar, tentando enganar a todos; e dentro deste ludíbrio, sórdido e escarnecedor, o nosso país tem vivido os maiores escândalos políticos dos últimos tempos.
E aí, o povo brasileiro está a mercê de um medo, que virou moda nos dias atuais: O medo do amanhã.
E nessa de ter medo do amanhã, o homem vai perdendo o hoje, os momentos bons, que poderiam até ser maravilhosos, se não pairasse o medo de um amanhã, que ainda nem existe.
E são tantos medos, inexplicáveis e absurdos:
É o medo de envelhecer.
É o medo de ficar sozinho, e não ter mais ninguém pra conversar.
É o medo de sair na rua.
É o medo de dar "Bom Dia" e sofrer um assalto.
É o medo de responder a uma pergunta, tipo: Que horas são?
É o medo de dar qualquer informação e ser sequestrado.
É o medo de ter amigos.
É o medo de ser amigo.
É o medo de amar.
É o medo de amar e não ser amado.
É o medo de tentar ser feliz.
É o medo de não ser feliz.
É o medo de ser feliz.
É o medo de ser abandonado.
É o medo de ficar sozinho.
É o medo de não ter ninguém ao redor.
É o medo de perder a lucidez.
É o medo de ficar dependente de alguém.
É o medo da pobreza.
É o medo da miséria.
É o medo de passar fome.
É o medo de não fazer mais amizades.
É o medo de não conseguir mais se levantar.
É o medo de ser traído.
É o medo de trair.
É o medo de não poder mais sair da cama.
É o medo de não mais poder coisa alguma.
É o medo de ficar doente, e ter de ficar dependendo de alguém.
É o medo de morrer.
É o medo, pelo simples fato de ter medo.
É o medo do medo.
É o medo pelo medo, e nada mais do que o medo.
É o medo do amanhã, de como será o amanhã, que está promovendo medos e mais medos na vida das pessoas.
E por causa de tantos medos, o homem está procurando cada vez mais isolar-se, numa completa reação esquizofrênica, de uma fuga absurda da realidade.
E é nesse parece que não parece, juntamente com o medo do amanhã, que o homem está ficando cada vez mais enlouquecido, em suas falas, ações e em toda a sua maneira de viver.
 
É um parece que não parece muitas vezes, juntamente com o medo do amanhã.
A vida é nada mais nada menos, do que simplesmente simples.
Entretanto, devido ao medo do amanhã, o homem procura culpados para justificar todos os seus medos.
E os culpados sempre são os que estão mais próximos dele.
E se por acaso, ele não conseguir culpar ninguém, ele trará à tona, a sua natureza manhosa e adâmica, e rapidamente irá culpar o Senhor Deus.
Dizem por aí, os Fulanos, Beltranos e Ciclanos, que nem tudo que aparenta ser, na verdade pode não ser.
Entretanto, diante da realidade vivida, que está sendo apresentada a cada dia, descaradamente e disparadamente, o que pode ser visto, é que o homem está nitidamente, cada vez mais distante de sua essência, de sua verdade, porque preferiu fugir do que é verdadeiro, do que é bom e lhe faz bem, preferindo assim, ocupar o espaço confortável e amplo da fantasia, da mentira.
E é aí que reside o ponto fundamental do medo, que se ramifica para vários outros medos, principalmente o medo do amanhã, que tem sido, o grande monstro, fantasma, o gigante Golias, o maior vilão destes tempos atuais.
 
É um parece que não parece muitas vezes, juntamente com o medo do amanhã.
E o medo do amanhã traz muita divisão. E a divisão traz duas visões. E quando ocorrem duas visões, nada pode subsistir de bom.
O Senhor Deus nos dá um presente todos os dias, que é o hoje. E este presente deve ser valorizado a cada momento.
O presente é um presente.
Por isso, não devemos ter medo do amanhã.
Este é o dia que fez o Senhor; regozijemo-nos e alegremo-nos nele (Sl. 118:24).
Por isso, não devemos ter medo do amanhã.
Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado (Hb. 3:13).
Por isso, não devemos ter medo do amanhã.
Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite (Sl. 19:2).
Por isso, não devemos ter medo do amanhã.
O Senhor Deus, é um Deus presente.
Por isso, não devemos ter medo do amanhã.
A vida é um presente.
Por isso, não devemos ter medo do amanhã.
Viver é um presente maravilhoso a cada momento.
Por isso, não devemos ter medo do amanhã.
A presença divina é nítida e notória, dentro de sua casa, no meio dos louvores (Sl. 22:3).
Por isso, não devemos ter medo do amanhã.
Porque Jesus Cristo vive, não há motivo algum para termos medo do amanhã.
Porque Ele vive, podemos crer no amanhã.
Por isso, não devemos ter medo do amanhã.
 
 
 
Tenha uma vida transparente, sem medo do amanhã.
E que Deus lhe abençoe muitíssimo!
Aquele Abraço!
 
Soninha Amorim