Home / Semeando no Divã

Semeando no Divã

Andarão dois juntos se não estiverem de acordo?

Enviado por Jaqueline em 02 de agosto de 2015

No meu consultório recebo muitos casais com problemas em seu relacionamento. Na maioria das vezes são problemas simples, coisas pequenas, mas que não são sanadas na hora que acontecem, normalmente por medo do conflito, que ao falar o que o incomodou, o outro fique magoado ou não entenda e vire uma briga. Isso se repete várias vezes, em diversas situações, como moram juntos, a convivência diária faz a tensão aumentar, ou seja, cada problema seria um grão de areia, o que não é resolvido, joga-se para o lado, só que vários grãos de areia é que formam uma duna. Os casais quando chegam a buscar ajuda é porque já formaram uma duna.

A coisa mais importante em qualquer relação é a comunicação, se você não fala o que sente ou pensa, como o outro saberá? Muitas vezes imaginamos que porque convivemos com alguém, essa pessoa tem obrigação de saber como agir com você. Ou então, achamos que aquilo é tão óbvio, que não precisa ser “dito”. Esse é o engano mais comum que acontece nas relações. A pessoa com quem você está se relacionando, não tem o poder de ler o seu pensamento, é alguém diferente em vários aspectos, com experiências, valores e realidades, próprios trazidos de sua vida, antes de vocês se conhecerem. Que só poderá saber sobre você, se você der acesso a essa pessoa através da comunicação, ou seja, contando, conversando, dialogando.

Dentro de uma relação, os acordos são de suma importância, porém muito negligenciados quando estamos apaixonados. Na paixão só pensamos e enxergamos coisas maravilhosas. E quando observamos algum defeito, achamos que poderemos mudar a pessoa, um grande engano, que pode virar um grande problema e frustração. Ninguém muda ninguém, o máximo que conseguimos é influenciar, isso se o outro se sentir incomodado com o seu comportamento, se trouxer algum prejuízo para si e leia-se uma perda que traz sofrimento para a vida do sujeito. Leve em consideração, quando você pensar em modificar algo em alguém, o quanto é difícil você modificar algo em si mesmo.

Por isso escolhi esse versículo de Amós 3.3: “Acaso andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?” Você e seu namorado, noivo ou cônjuge precisam estabelecer acordos. Os acordos evitam vários conflitos. Por exemplo: se ambos trabalham, como serão divididas as despesas da casa? Não imagine algo que pode ser só seu, converse, exponha. Ou quando tiverem filhos: ambos acordarão a noite, ou isso é obrigação da mulher ou do homem? O que vocês pensam sobre isso? Conversem, dialoguem, se exponham e cheguem a um acordo, para que depois vocês não cobrem do outro o que nunca foi acordado, mas estava no seu imaginário e você achou óbvio. A mulher vai trabalhar, ou terá que ficar tomando conta dos filhos e da casa? Quando tiverem os filhos, como será? E o homem, será sempre o provedor total? Se ambos trabalham, como será organizada a finança do casal? Cada um cuida do seu salário? Haverá uma conta conjunta? Os dois controlarão juntos, ou um será o responsável por essa parte?

Tudo isso e muito mais precisa ser conversado para não trazer problemas sérios no futuro. É necessário ter amor para existir um bom casamento, mas somente o amor, não segura nenhuma relação. Um não pode se sentir oprimido pelo outro, ou frustrado por não se sentir valorizado, apoiado, admirado pelo outro. O casamento é a maior oportunidade de crescimento do ser humano, onde duas pessoas, com históricos diferentes, descobrem afinidades, se admiram, e buscam construir uma relação onde possam ser elas mesmas, sem medo, sem reservas, mas sendo ouvidas e entendidas pelo outro, respeitadas em suas diferenças, sem um querer forçar ao outro uma modificação, mas estarem prontos a apoiar, quando o outro se sentir frágil, sem competição de quem é melhor, mas andando juntos em prol de uma convivência onde estarão dando e recebendo amor, afeto, amizade, respeito, desejo, sexo, admiração e tudo mais que uma relação precisa. Uma pessoa que está numa relação onde ela pode ser ela mesma, sem medo, sem opressão, com diálogo e respeito às diferenças, sempre irá retornar para o lado do seu cônjuge, pois pode ser ela mesma, não precisou se transformar em alguém que não é. A liberdade nos faz querer retornar para o lado dessa pessoa.

A realidade construída com os acordos pode ser bem melhor do que a utopia da visão romântica.

Jaqueline Bobok



http://www.jbobok.com.br




Outros Artigos

O Homem e suas Justificativas

Aprenda a se conhecer, valorize quem você é, aceite seu potencial e suas falhas, para que assim, você possa escolher fazer algo para melhorar, onde te incomoda e ser excelente, onde você já é bom.

Você quer mudar?

Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte. Tg 1:14,15

Andarão dois juntos se não estiverem de acordo?

Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo? Amós 3:3

Conhecendo a Verdade

E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8:32

Autoestima você tem ?

Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: ame o seu próximo como a si mesmo

Mais uma Semeadora!

Queridos é com muita alegria que apresento minha amiga Jaqueline Bobok que a partir de hoje assume a coluna Semeando no Divã quinzenalmente. Querida seja bem vinda a família Plantadores !

Ser humano - Esta maravilhosa invenção

“E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.” (Gênesis 2,7).

Alma - A última fronteira

Um sábio chinês chamado Lao-Tsé disse: “Uma longa viagem começa com um único passo”; palavras carregadas de inteligentes para um mundo que não anda, mas corre...

Nova coluna Semeando no Divã

Olá querido(a) Com satisfação, te apresento nosso mais novo colunista. Benigno vai assinar a coluna Semeando no Divã, com artigos voltados para a saúde da alma.